Como ser "Bom Samaritano" em tempos de coronavírus?

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 


shutterstock
 

Um dia, ao ler o Diário de Santa Faustina, me deparei com uma exortação. A chamada de atenção consistia em não sermos a gota de sofrimento que falta para o outro transbordar. A partir desse dia entendi, que precisamos também ser, ao menos, a gota de esperança na vida do nosso irmão e assim aliviar seus sofrimentos.

E quem seria meu irmão ou meu próximo?

Shutterstock/ Luis Molinero


Shutterstock/ Luis Molinero

 

 

“Retomando a palavra, disse Jesus: “Um homem descia de Jerusalém a Jericó e caiu nas mãos de assaltantes, que roubaram tudo o que tinha, agrediram-no a pauladas e fugiram, deixando-o quase morto. Por acaso descia um sacerdote por aquele caminho: viu-o e seguiu adiante. De igual modo um levita, chegando àquele lugar, ao vê-lo, seguiu em frente. Um samaritano, porém, que ia de viagem, chegou perto dele e, ao vê-lo, teve compaixão.” (Lc 10, 30-32)

Chamamos de Bom Samaritano porque Ele teve compaixão: acolheu, amou, cuidou daquele homem, sem nem saber quem era ou o que tinha feito. E, nesses tempos de pandemia, que tal ser também um Bom Samaritano?

- "Como fazer tudo isso, se eu não posso nem sair de casa?", você deve estar perguntando.

Calma! É super possível!

 

 Doação

Se você puder, contribua financeiramente com obras de caridade, obras da Igreja Católica, pergunte pelo whats se o dono da academia ou do estúdio de pilates que você frequenta, o professor de inglês, se algum deles precisa de ajuda financeira. Enfim, veja quem não está conseguindo pagar as contas porque está com as portas fechadas pelos cuidados estabelecidos pelo Ministério da Saúde e tente contribuir com algo. O pouco, com Deus, é muito! 

Vi nas redes sociais um testemunho de um dono de uma livraria que não sabia como iria pagar as contas, inclusive o aluguel. Uma mulher, que não quis se identificar, ligou na livraria, perguntou quanto era o aluguel, o número da conta do dono e depositou o valor integral. Muito legal, não é?

As notícias boas não acabam por aí! Li também sobre um padre que escreveu em papeis os nomes dos fiéis e, deixou nos bancos da Igreja, enquanto celebrava “sozinho” a Santa Missa.

 

É hora de ser a gota de misericórdia na vida do próximo. Rezemos! Que o Senhor nos inspire essas e outras ações, por intercessão de Nossa Senhora Aparecida,  e nos ajude a realiza-las.

POR PRISCILA FERREIRA 

Fonte: Portal A12 -Jovens de Maria

Pin It